Auxílio Emergencial, devo colocar no IR?

Auxílio Emergencial, devo colocar no IR?

março 21, 2021 Off Por Agência Kalima

Com a necessidade de agravamento das medidas de proteção contra a COVID-19, o Governo Federal beneficiou mais de 65 milhões de brasileiros. Com isso, surgiu a dúvida: “auxílio emergencial, devo colocar no IR?”.

Além disso, também há dúvidas se o contribuinte dele devolver o valor. A Receita Federal declarou pelo menos 3 milhões de pessoas precisarão devolver o benefício por meio do IR.

Confira abaixo informações acerca do auxílio emergencial e do IR, para evitar pendências com o governo e outras burocracias possíveis.

Auxílio Emergencial, devo colocar no IR e devolver o valor?

Para responder essas perguntas, é preciso entender a Lei nº 13.998, que diz que pessoas que possuem rendimentos tributáveis que ultrapassam R$ 22.847,76, devem devolver o benefício do IR.

O cálculo de rendimento tributável é a soma de valores como: salário, renda com aluguel, férias, benefícios dado pela previdência e, nesse caso, o auxílio emergencial.

Então, respondendo a pergunta “auxílio emergencial, devo colocar no IR?” saiba: se você e seus dependentes receberam o benefício do Governo Federal, precisarão declará-los.

Porém, de acordo com a lei, o benefício só precisará ser devolvido por meio do IR se toda a soma do rendimento tributável atingir o valor descrito acima, de R$ 22.847,76. Se o valor for menor que esse, a devolução não é necessária.

Dessa forma, ao passar da quantia decretada pela lei, tanto o contribuinte quando seus dependentes deverão devolver o benefício.

Vale lembrar que a declaração equivale ao ano de 2020, ou seja: os valores referem-se às entradas do período. Isso porque a última parcela do auxílio emergencial ocorreu em janeiro de 2021. Nesse linha, o valor não será declarado.

Sendo assim, os valores de entrada desse ano ficarão para a próxima declaração de imposto de renda. Logo, a devolução acontecerá de acordo com o padrão da época.

Os recebidos em 2021, ficarão para o IR do ano que vem, seguindo uma nova legislação ainda não estipulada.

Como declarar?

Agora que já respondemos a pergunta “auxílio emergencial, devo colocar no IR?”, é preciso saber como fazer isso.

Na hora de fazer o imposto de renda, o contribuinte deverá colocar o valor do auxílio emergencial na aba de “Rendimentos Recebidos de Pessoa Jurídica”.

Esse valor abrange o auxílio emergencial e o auxílio residual, que foram as parcelas finais de R$ 300 recebidas conforme o contexto de cada pessoa. Assim, é preciso declarar a soma dos valores dos auxílios que o contribuinte e seus dependentes receberam no ano passado.

Agora que você já entendeu sobre “auxílio emergencial, devo colocar no IR?”, fique atento aos prazos para não perder a declaração do IR.